ASSTBM e ABAMF entregam ao Comando Geral da BM a proposta de modernização da carreira dos militares estaduais do RS

1357

Na tarde desta segunda-feira (19/08), o Presidente Estadual da ABAMF, José Clemente e o Presidente Estadual da ASSTBM, Aparício Santellano, estiveram reunidos com o Comandante Geral da Brigada Militar, Cel Mário Yukio IKEDA, onde explanaram a proposta da modernização da carreira dos militares estaduais que traz o maior anseio da categoria de nível médio da Brigada Militar.
A proposta que traz a modernização, está alicerçada na ascensão funcional sem meritocracia com a manutenção da graduação de terceiro sargento, define interticios mínimos entre as graduações e postos, propõem ainda a inclusão para o curso de soldado com nível superior a partir de 2022 e o retorno do posto de capitão administrativo.


As fundações estão apresentadas dentro do estudo e a apresentação conta com as minutas das alterações das LC 10.99/97, 10.992/97, Lei 10.993/97 e LC 15.008/17, que trazem as modificações para a possibilidade da execução da proposta.
Os dirigentes classistas ainda informaram o comandante Ykeda, que a proposta não traz impacto financeiro, proporcionando a ascensão funcional e organizando o fluxo das graduações e postos nas vacâncias, estando alinhado com o Princípio da Reserva do Possível, sendo ainda que a implantação da medida trará ao Governo do Estado, uma arrecadação de aproximadamente 15 a 17 milhões/ano em relação a contribuição sobre a Previdência Estadual que hoje não é realizada em razão do modelo das substituições temporárias na Instituição, assim, a demonstração da proposta apresentada, também está alinhada com um dos princípios básicos que regem a Administração Pública, o princípio da ECONOMICIDADE.


O Comandante Geral da Brigada Militar, Cel Ykeda, após longa conversa com os dirigentes, informou que nos próximos dias estará analisando a proposta com sua assessoria e marcará novo encontro para informar sua posição.
Os dirigentes informaram o Comandante que a proposta será encaminhada ao Vice Governador e Secretário de Segurança Pública e ao Governador.