Brigada Militar recebe doação e vai distribuir 17 mil escudos faciais para policiais

175

Brigada Militar espera distribuir, até a próxima semana, escudos faciais para cada um dos seus 17 mil policiais. A estrutura plástica é a mesma que vem sendo usada por profissionais da saúde. Transparente, ela é fixada na cabeça, protegendo olhos e boca, o que reduz a chance de contágio pela covid-19. 

Transparente, ela é fixada na cabeça, protegendo olhos e boca, o que reduz a chance de contágio pela covid-19

Segundo o comandante-geral da Brigada Militar, coronel Rodrigo Mohr, a corporação está recebendo o equipamento através de uma doação feita por um grupo de empresários da Serra junto do Instituto Cultural Floresta (ICF), de Porto Alegre. Os escudos faciais são fabricados pela calçadista Grendene, que adaptou sua produção recentemente e também está doando parte.

Desde o início da pandemia, a corporação já recebeu 6,6 mil máscaras do tipo e está enviando antes para os batalhões das cidades com maior número de casos de coronavírus confirmados. Nos próximos dias, com a chegada de novos lotes de doação, os demais batalhões também receberão.

—  Para ter segurança, os policiais têm que ter saúde — comentou Mohr. 

Na última semana, a Brigada Militar enviou em um avião, desde Porto Alegre, os escudos faciais para o batalhão de Bagé, na região da Campanha. Os 270 policiais da tropa estão na terceira cidade mais infectada pelo coronavírus no Estado, com 27 casos confirmados até esta quinta-feira (9). 

Nas ruas de Porto Alegre, já é possível ver alguns policiais fazendo o patrulhamento com a proteção, como na região. 

Segundo o comandante, cada equipamento será de uso individual dos policiais e deve ser mantido higienizado por eles. Mohr disse também que a corporação já adquiriu 30 mil luvas para os policiais. Também comprou álcool gel, mas a dificuldade de encontrar o produto em grande quantidade é maior e, por isso, nem todos os policiais receberam ainda. 

— Estamos mais perto de uma contaminação maior, e, por isso, todos os policias devem receber todo o equipamento de proteção necessário — garantiu o comandante. 

Doação para o hospital da BM

Pronto para atender policiais que possam vir a a ter a doença, o Hospital da Brigada Militar também recebeu a doação dos escudos da Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS). Já foram entregues 60 máscaras do tipo e outras 140 estão sendo produzidas.

A máscara de proteção é considerada um Equipamento de Proteção Individual (EPI) fundamental no combate à covid-19. De acordo com o infectologista da Santa Casa de Misericórdia, Cláudio Stadnik, ela auxilia diretamente o profissional no momento de atender os pessoas contaminadas, evitando que haja o contágio.

Fonte: GaúchaZH / Vitor Rosa