Morre menino baleado em ataque à casa de sargento em Imbé

301

Além de um trabalho de inteligência, a BM vai saturar a região e está enviando um pelotão do 1º BPChq de Porto Alegre para apoiar o CRPO Litoral

Três encapuzados e armados invadiram já atirando a casa das vítimas | Foto: Correio do Imbé / Especial / CP

Correio do Povo

A Brigada Militar confirmou a morte nesta segunda-feira do filho, de apenas seis anos, do sargento da reserva Alexandre de Jesus Ferreira, 50 anos, após ambos terem sido baleados em um ataque nesse domingo na residência da família, em Imbé, no Litoral Norte. Atingida  por dois tiros, no braço e na cabeça, Brayan Vidal Ferreira estava internado no Hospital de Pronto Socorro (HPS), em Porto Alegre. O policial militar ficou ferido no atentado cometido por três criminosos armados e encapuzados, que invadiram a moradia, situada na rua Getúlio Vargas, na área central da cidade.

Após os disparos, os bandidos fugiram em um Ford Ka, de cor preta. O veículo foi localizado abandonado e em chamas pelo efetivo do 2° Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (2°BPAT) da BM na rua Taquara, ainda em Imbé. O 9º Batalhão de Bombeiros Militar (9º BBM) compareceu no local. Além do sargento e da criança, outras quatro pessoas estavam na casa, sendo a esposa do brigadiano e alguns familiares dela. 

Uma nota de pesar foi divulgada nesta segunda-feira pela instituição. “O Comando da Brigada Militar, seus oficiais, praças e servidores civis manifestam seu mais profundo pesar pelo falecimento da criança de apenas seis anos, filho do sargento da reserva Alexandre de Jesus Ferreira, ocorrido nessa manhã de segunda-feira. O menor foi vítima de um disparo de arma de fogo após um ataque à residência onde morava com a família e, no qual, seu pai também foi ferido. A ação criminosa ocorreu no último domingo, na cidade de Imbé, e suas circunstâncias e autoria estão sendo investigadas”, manifestou-se.

“A Brigada Militar e a família brigadiana reiteram seus sentimentos aos familiares e amigos da criança e reforça que, desde o ocorrido, tem reunido os recursos humanos e materiais necessários para responder a essa covarde agressão que vitimou um inocente. Estamos trabalhando incessantemente no litoral e região para a identificação e a consequente responsabilização do grupo criminoso que protagonizou o crime”, acrescentou a BM na nota oficial.

A reportagem do Correio do Povo apurou que a Brigada Militar determinou a saturação da região e que um trabalho de inteligência já está em andamento. Além disso, o Comando de Polícia de Choque (CPChq) vai enviar um pelotão das Patrulhas Especiais do 1º Batalhão de Polícia de Choque (1º BPChq), de Porto Alegre, para atuar em apoio ao CRPO Litoral. “O Comando Regional de Polícia Ostensiva do Litoral (CRPO Litoral) informa que está recebendo reforço de efetivo da Capital para intensificar o trabalho policial, no sentido de identificar e responsabilizar o grupo criminoso que invadiu a residência de um sargento da reserva da Brigada Militar, em Imbé, no fim da tarde do domingo (07/8), atingindo-o com um tiro, e também ao seu filho, que acabou falecendo na manhã desta segunda-feira (08)”, comunicou a corporação.

A Polícia Civil também foi acionada e começou o trabalho investigativo para identificar e prender os assassinos, além de esclarecer a motivação do crime. “Estamos focados desde então. Por ora, qualquer coisa que a PC revelar poderá prejudicar as investigações em andamento”, informou a DP de Imbé. Uma câmera de monitoramento da residência das vítimas registrou o momento da invasão com os criminosos já atirando em direção à família. As imagens estão sendo analisadas pelos policiais civis.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental Estado de Santa Catarina, onde a criança estudava, também postou nota nas redes sociais. “É com imenso pesar que a EMEF Estado de Santa Catarina comunica o falecimento do aluno B.V.F, nesta manhã de 08/08/2022. O aluno, de apenas seis anos de idade, era uma criança comunicativa, inteligente e de um olhar brilhante. Neste momento difícil de dor, prestamos nossas condolências aos familiares e amigos”, comunicou a direção do estabelecimento de ensino.


Foto: Correio do Imbé / Especial / CP