Detran prepara policiais militares para aplicar provas práticas para CNH no RS

480

O treinamento é exclusivamente para aplicação de exames práticos para CNH B, que habilita o motorista para dirigir carro

Policiais militares passam por treinamento para aplicar provas práticas para CNH B | Foto: Mauro Schaefer

CORREIO DO POVO

O treinamento dos policiais militares (PMS) que irão participar como examinadores das provas práticas para Carteira Nacional de Habilitação B foi concluído nesta sexta-feira. O grupo de 42 brigadianos passou por dois dias de aulas teóricas, quinta-feira com 30 PMs  de Porto Alegre e região metropolitana e sexta, com 12 brigadianos dos municípios do  interior, como Passo Fundo, Erechim, Ijuí, Horizontina e Santa Vitória do Palmar.

O treinamento é exclusivamente para aplicação de exames práticos para carteira B, que habilita o motorista para dirigir carro.  O horário da capacitação foi das 14h às 18h nos dois dias e ocorreu na Sala de Cenários da Academia de Polícia Militar (APM),no bairro Partenon, em Porto Alegre. O objetivo é enviar os policiais examinadores para Caxias do Sul, Pelotas e Passo Fundo ainda em outubro, locais em que segue alto o represamento de candidatos segue alto.

O diretor-técnico do Detran-RS, Fabio Pinheiro dos Santos, disse que a finalidade é dar vazão às quase  107 mil pessoas aptas, sendo que 42 mil não movimentam o Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach)  há pelo menos um ano, restando 65 mil aptos. “Esses policiais militares, que vão ajudar a dar agilidade  no processo, já trabalham no Centro de Formação de Condutores da Brigada Militar ”, diferencia. 

O coordenador substituto de provas práticas do Detran-RS, Cristiano Costa, foi o responsável pelo curso rápido para alinhamento de critérios de pontuação das faltas nos exames e atualização dos métodos.  “A Brigada Militar faz prova de direção para caminhão, ônibus e moto, mas tem menos prática para carro”, disse. Por isso, a contextualização foi dividida em três blocos, que incluem desde o conhecimento das faltas leves, médias, graves e gravíssimas até o sistema de aplicação eletrônico de provas, com uso de tablets. 

“É importante conhecer o funcionamento atual ”, avalia Costa. A princípio, não haverá novas turmas de policiais. Costa ainda explicou que a ideia é formar comissões de três policiais, que vão fazer as rotas extraordinárias, para cumprir as metas passadas pelo Detran. Outro detalhe é a ausência de farda no momento em que estiverem aplicando testes. “Eles vão estar à paisana, trabalhando de forma discreta, vestindo coletes do Detran-RS, como parte da equipe de examinadores”, destaca o coordenador.  Soldados, sargentos e tenentes, sendo a maioria homens, serão os examinadores.

Há pouco mais de 60 dias para o fim do ano, o problema com as filas de espera formadas por pessoas que estão com renachs aptos para a prova prática segue longa. Conforme o Detran-RS, no início da próxima semana, a direção da autarquia, o Sindicato dos Servidores do Detran-RS (Sindet) e o Sindicato do Centro de Formação de Condutores do Rio Grande do Sul (SindiCFC-RS) reúnem-se com os CFCS de Caxias do Sul, para conhecer com mais precisão a demanda por vagas e otimizar os recursos humanos. Pelotas e Passo Fundo também estão entre as regiões que serão atendidas pelas rotas extras.