Eduardo Leite anuncia Sandro Caron para comandar a Secretaria da Segurança Pública do RS

833

Ele é delegado da Polícia Federal e ex-superintendente da PF no Estado

Foto: Maurício Tonetto/Gabinete de Transição

O governador eleito do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (23) que Sandro Caron assumirá a Secretaria da Segurança Pública (SSP). Caron é delegado da Polícia Federal e ex-superintendente da PF no Estado. Ele irá substituir Vanius Santarosa, que ocupa o cargo desde março deste ano.

Sandro Caron tem 47 anos e ingressou na Polícia Federal em 1999. O delegado cumpriu inúmeras funções estratégicas na corporação – sendo que, em 2011, foi para o Ceará, onde assumiu o posto de Superintendente Regional da PF. Em 2013, retornou ao Rio Grande do Sul, onde exerceu o mesmo cargo na corporação.

Em 2015, o próximo secretário de Segurança Pública gaúcho foi nomeado como Diretor de Inteligência Policial. Dois anos mais tarde, assumiu a função de Adido Policial na capital de Portugal, Lisboa. Desde 2020, Caron chefiava a Secretário da Segurança Pública do Ceará participando das gestões de Camilo Santana (PT) e Izolda Cela (sem partido).

Secretariado

Aos poucos, Leite vem formando seu secretariado. Nessa quarta-feira, ele anunciou o nome de Pricilla Maria Santana, que comandará a Secretaria da Fazenda. Ela é funcionária de carreira do Ministério da Fazenda, onde desde 2015 ocupava a subsecretaria de Relações Financeiras e Intergovernamentais da Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

A futura secretária participou da formulação do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) e, por parte do governo federal, também das negociações feitas para a adesão do RS ao mesmo. Durante a coletiva de imprensa que sucedeu o anúncio, ela lembrou que o programa prevê discussões anuais sobre suas condições, e possibilidade de repactuações.

FONTE Rádio Guaíba e Correio do Povo

NOTA ASSTBM SOBRE A INDICAÇÃO

Embora não conheçamos o indicado para ocupar a pasta da segurança pública no estado, depositamos confiança e desejamos sucesso nas demandas que esta importante secretaria tem sob sua responsabilidade. Reconhecemos todo o empenho da atual gestão no que tange a estrutura da segurança pública. É visível o avanço na qualidade das viaturas, equipamentos e armamentos, mas ressaltamos que a parte material é uma perna deste corpo que é a segurança pública, a outra perna é o policial.

Acreditamos e esperamos da nova gestão da pasta, e também do novo mandato do Governador Eduardo Leite, um olhar mais atencioso ao policial. Sem os homens e Mulheres que ostentam as fardas, de nada adianta os melhores meios e tecnologias existentes. É essencialmente a ação humana que executa a segurança pública dos gaúchos.

A ASSTBM trabalhará junto a nova gestão e o segundo mandato de Eduardo Leite, a busca de reparação de injustiças feitas na gestão que ora se encerra, principalmente na questão da reposição dos percentuais da matriz salarial, não respeitada na implantação do subsídio aos soldados e sargentos, na fluidez da carreira, estagnada e represada a mais de uma década, onde chegamos ao absurdo de aposentar soldados. Buscar reposição salarial justa e no mínimo condizente às perdas salariais sofridas nos últimos anos.

A ASSTBM é uma entidade dada ao diálogo e a construção coletiva, e estará a disposição da nova gestão para contribuir com o novo secretário e também com o novo governo, em tudo que vier em benefício da categoria brigadiana.

Aparício Santellano – Presidente da ASSTBM