PMs acampam em frente ao Piratini

A Associação Beneficente Antônio Mendes Filho (Abamf), dos cabos e soldados da Brigada Militar, iniciou, ontem, uma mobilização pelo plano de carreira e reajuste salarial, em frente ao Palácio Piratini, no Centro da Capital.

Segundo Lucas, no final da tarde, um representante da Casa Civil entrou em contato com os PMs. A intenção é de que, na sexta-feira, haja uma reunião entre o governo e os praças da BM.

“Estamos reavaliando a nossa permanência em frente ao Palácio Piratini”, disse Lucas. Mas existe a intenção de manter a mobilização.

Entre as reivindicações está o nível superior como exigência para os próximos concursos públicos para soldados da BM. Hoje, o grau de exigência é nível médio, o que impossibilita os avanços salariais.

“Atualmente, no Brasil, mais de dez estados já pedem o terceiro grau para ingresso na carreira”, argumentou. Além disso, os soldados querem o mesmo reajuste salarial oferecidos às demais categorias da segurança pública.

“Continuamos com o pior salário entre os policiais militares do país”, afirmou.

De acordo com dados de 2012 do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, os policiais militares mais bem pagos do Brasil eram os do Paraná, com um vencimento bruto de R$ 4,8 mil. Os PMs gaúchos, por sua vez, recebem R$ 1,3 mil, sendo considerado o salário mais baixo do país.

A tabela de reajuste proposta pelo governo garante que o salário dos praças da BM alcançará R$ 4.050,80 em 2018. Atualmente, o efetivo da corporação é de 23 mil PMs. A Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da BM também esteve presente à manifestação.

Fonte e foto: Jornal correio do povo do dia 02abr2014

Postado por Comunicação DEE ASSTBM

Praças da BM pretendem ficar acampados na Matriz até governo os receber
Praças da BM pretendem ficar acampados na Matriz até governo os receber

Deixe um comentário