Câmara aprova pedido e mulheres poderão usar cota de passagens aéreas dos maridos

64
Reunião da Mesa Diretora nesta quarta-feira Foto: J.Batista / Câmara dos Deputados
Reunião da Mesa Diretora nesta quarta-feira
Foto: J.Batista / Câmara dos Deputados

Mesa Diretora também aprovou, nesta quarta-feira, aumento da verba de gabineta, que passou de R$ 78 mil para R$ 92.053,20

Atendendo a um pedido das mulheres dos deputados feito no fim de janeiro, a Mesa Diretora da Câmara aprovou, nesta quarta-feira, que os cônjuges possam usar a cota de passagens aéreas dos parlamentares. O valor disponível por deputado, no entanto, não será alterado, segundo a assessoria de imprensa da Presidência da Câmara.

Além da mudança na permissão de uso das passagens, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), autorizou aumento em todas as despesas com parlamentares, incluindo verba de gabinete, auxílio-moradia e cota parlamentar. Com isso, a verba de gabinete passou de R$ 78 mil para R$ 92.053,20, com base no IPCA acumulado desde janeiro de 2012 (18,017%). O reajuste passa a valer a partir de abril.

Para compensar o reajuste sem ampliar o orçamento, Cunha disse que a Câmara vai reduzir as despesas para que o impacto seja zerado.

Os cortes previstos estão no remanejamento de dotações de pessoal (redução de horas extras, sessões noturnas, adiamento de posses de servidores concursados e despesas de exercícios anteriores), redução de despesas correntes (como gastos com custeio, manutenção e funcionamento da Câmara dos Deputados, envolvendo serviços de terceiros e materiais de consumo) e redução das reposições de materiais permanentes.

Veja como ficam os reajustes:

Reajuste da Verba de Gabinete: 18,02%, passando de R$ 78.000 para R$ 92.053,20/mês
Custo total: R$ 97.326.000

Reajuste da CEAP: 8,72%, passando de um custo mensal de R$ 18.642.000 (cotas normais + cotas extras) para R$ 20.267.000
Custo total: R$ 14.625.000

Reajuste do auxílio-moradia: 11,92%, passando de um custo mensal de R$ 3.800 para R$ 4.253
Custo total: R$ 805.500

* Zero Hora