“Eu gostaria que o governador visse” diz PM que se vestiu de palhaço para protestar contra parcelamento de salário

727

20640129Manifestações foram registradas na Região Metropolitana e em cidades do interior

Desde as 6 horas desta quinta-feira o policial militar aposentado Nestor Simon, 50 anos, está vestido de palhaço em frente ao Banrisul, em Três Passos, no Noroeste do Estado, para protestar contra o sexto parcelamento de salário seguido dos servidores públicos.

Além da fantasia, o veterano se acorrentou ao Banrisul para mostrar a dependência dos servidores ao banco do Estado. Presidente da Associação de Servidores de Nível Médio Regional da Brigada Militar, o aposentado reclama da dificuldade em quitar as contas e garantir o sustento da família.

— Nossa indignação é por jamais sabermos quando vamos receber. Queremos ser tratados com seriedade. O funcionalismo hoje é visto pelo governo como palhaços — diz.

Acompanhado de professores e outros policiais, Nestor pretende ficar na manifestação até o final do dia.

— Eu gostaria que o governador visse —  confessa.

Manifestações de servidores públicos foram registradas em cidades do interior e da Região Metropolitana. Em Porto Alegre, a paralisação dos servidores públicos conta com a adesão de policiais e até bloqueio realizado por familiares, mas há policiamento nas ruas. Escolas também foram fechadas.