ASSTBM participa de reunião convocada pelo Secretário de Segurança para tratar sobre o decreto de contenção de gastos

3014
Foto Bernardo Haselein – Correio Brigadiano

Na tarde desta terça-feira (23), a ASSTBM, representada pelo presidente Aparício Santellano e diretor político Ricardo Agra, participaram de uma reunião com as associações na Secretaria de Segurança Pública do RS a convite do Sr. Secretário de Segurança Pública Del. Sandro Caron de Moraes.

A reunião contou com a presença do Secretário-Adjunto Cel. RR. Mário Ikeda e Comandante-Geral da BM Coronel Claudio Feoli e Subcomandante-Geral Douglas da Rosa.

Em sua fala inicial o Comandante Geral Cel. Feoli, disse que sugeriu que a reunião ocorresse na SSP, com a presença do Secretário para esclarecerem às representações das categorias que referente ao Decreto nº  57.432 de 16 de janeiro/24,  – não há ruptura com relação as negociações estabelecidas entre o governo e os brigadianos no que concerne à demandas de reposição salarial.

O Secretário Sandro Caron, fez uma série de esclarecimentos enfatizando que o Decreto visa a não aumentar despesas com provisão de pagamento de horas extraordinárias ou diárias de viagem aos servidores dentre outras medidas, procurando finalizar o mês de janeiro cumprindo o acordo de ajuste fiscal, no entanto ainda abrindo possibilidade de estudos de excepcionalidades por parte do GAE – Grupo de Assessoramento Especial ligado ao Gabinete do Governador.

O Secretário afirmou que é feita a medição do limite prudencial em que o governo é avaliado e a partir daí vai ser possível o posicionamento do governo com relação ao futuro e ai estará também a margem possível em flexibilizar o pedido das associações ao que a capacidade do estado permite.

Neste sentido, pediu a paciência e confiança aos representantes.

– O governador já se manifestou sobre a disposição de agora valorizar aqueles que já deram o sacrifício durante o primeiro governo e parte do segundo, mencionou Sandro Caron.

O secretário concitou que as entidades permaneçam dialogando, pois neste ano eleitoral haverá interesses difusos que tendem a tentar afetar aquelas ações de governo que estão dando certo e a segurança no RS é o cartão de visitas do Brasil, apresentando índices históricos para a sociedade, comprovado em números de conhecimento dos gaúchos.

PRESIDENTE SANTELLANO

Afirmou que durante os dois governos de Eduardo Leite só trouxe frustração. O Decreto agita ainda mais os ânimos dos brigadianos. Ao contrário de confiança, cada vez mais ele coloca os servidores em revolta. Mas a ASSTBM estará disposta ao diálogo e o limite será o governo que vai definir.

ENTREVISTA PRESIDENTE SANTELLANO AO CORREIO BRIGADIANO