ASSTBM realiza reunião com alunos do CBAPM e Comandante Geral da BM

4091

O encontro foi para tratar sanar dúvidas e trazes esclarecimentos às situações que causam preocupações aos alunos e ora frequentam o CBAPM.

O Presidente da ASSTBM Aparício Santellano, acompanhado do Diretor Político, Ricardo Agra, receberam na sede da ASSTBM o Sr Cmt Geral Cel Feoli e Sub-Comandante Cel Douglas, para prestar esclarecimentos aos integrantes do CBAPM 1ª turma, quanto as dúvidas que os alunos possuem sobre a conclusão do curso, principalmente no que se refere a promoção.

Os alunos trouxeram sua preocupação quanto eventual prejuízo para a turma da 1º edição CBAPM/23/24 no quesito antiguidade e escolha do local de lotação caso não ocorra à promoção no ato de formatura de conclusão do curso, considerando que existe uma grande probabilidade de que a respectiva promoção ocorra concomitante às demais, e que isso de certa forma poderá acarretar injustiça no quesito antiguidade;. Outra situação remete a questão que os Sargentos classificados na terceira turma pelo critério de antiguidade podem, certamente, serem considerados mais antigos dos que concluíram a 1º Edição pelo critério de merecimento em razão da prova intelectual.

O Cel Feoli afirmou que a preocupação é algo procedente mas que o comando está realizando ajustes no decreto de promoções que que tais situações não venham acontecer e a precedência das turmas sejam respeitadas.

Por fim, o Comandante trouxe ao conhecimento que a Brigada Militar está estudando adequações à LOB (lei de organização Básica das PMs) adequações que impactarão na carreira dos servidores. Tão logo seja concluído será divulgado à tropa.

Presidente Santellano agradece o Cel Feoli e Cel Douglas pela disponibilidade de vir a sede da entidade para prestar estes esclarecimentos importantes, trazendo tranquilidade aos alunos para que sigam na conclusão de seu curso. Aos alunos, reafirma o trabalho da ASSTBM e se coloca a disposição para toda e qualquer situação que possa ser discutida e buscado soluções. Não somos uma entidade de conflitos, somos uma entidade de busca de soluções, primordialmente pelo diálogo.