Comandante Geral da PM esclarece ameça contra policiais do RN

66

Ele explicou que a recomendação feita a todos os PMs do RN é uma medida preventiva e negou a existência de possíveis datas para os ataques.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Francisco Canidé de Araújo, procurou a equipe de reportagem do Nominuto para esclarecer e retificar informações sobre as supostas ameaças de ataques contra policiais do Rio Grande do Norte.

Ele explicou que em recentes conversas como comandantes da PM de São Paulo e de Santa Catarina, estados onde ocorreram os ataques, ele foi alertado da possibilidade de atentados contra policiais daqui do estado e que a recomendação feita a todos os policiais militares do RN é uma medida preventiva.

Araújo ainda retificou a informação da existência de possíveis datas para os ataques no RN.

“Estamos tomando medidas protetivas baseadas em informações coletadas nos estados onde ocorreram os ataques contra PMs. As informações estão sendo analisadas pela nossa Inteligência, mas não há notícias de alvos ou datas de ataques”.

Leia a recomendação do comandante geral da PM RN na íntegra.

 A Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte orienta a todos os militares que, devido aos recentes ataques aos agentes de Segurança Pública dos Estados de São Paulo, Santa Catarina e Paraná, todos os integrantes desta corporação deverão manter a cautela necessária à sua segurança, estando de serviço ou de folga.

A PMRN alerta aos militares que observem as normas e procedimentos de segurança durante as abordagens pessoais, veículos e edificações, inclusive quanto à condução e o porte de arma de fogo quando no período de folga, para evitar possíveis tentativas de roubo, bem como a utilização dos equipamentos de proteção individual durante todo o serviço ostensivo.

Nós, militares, integrantes da Polícia Militar do RN, que realizamos diuturnamente a segurança da sociedade potiguar, devemos observar nossa segurança, quer estejamos de serviço ou enquanto estivermos de folga, visando preservação da vida.

Fonte: No Minuto

Postado por: Comunicação DEE ASSTBM