‘País da Copa’ sepulta mais um policial executado por bandidos

336

soldadoSabe quantas vezes militantes dos Direitos Humanos e da Pastoral Carcerária farão passeata para pedir a prisão dos assassinos?

O homem da foto é mais um profissional enganado que prestou concurso para a Polícia Militar do seu estado pensando estar “fazendo um bem” à sociedade. Ledo engano.

Marison Machado Maier, 27 anos, perdeu a vida na tarde desta sexta-feira (28), depois de ser atingido por três tiros durante confronto com bandidos que tentavam assaltar uma lotérica no Rio Grande do Sul.

Talvez sem muitos de seus direitos respeitados, o jovem PM morreu tentando garantir o direito de terceiros. Daqui em diante, sua família não terá mais o direito de brindar nenhuma passagem de ano. A lembrança será inevitável.

Além da “falta de políticas sociais” que segundo muitos estudiosos são parte dos motivos para a formação criminosa do ser humano (isso NÃO É culpa da polícia!), autores de crimes como este ganham força quando parte da sociedade civil dita organizada passam a dar mais atenção a bandidos do que aos OUTROS seres humanos incumbidos de missão tão árdua.

Bandido cresce as asas quando encontra guarida em alguns segmentos sociais que apontam as polícias como um mal a ser combatido. O resultado é que o estamos vendo no país inteiro.

Com a última continência do bravo soldado, a nossa incontinente revolta.

ParaibaemQAP