BM manda policiais a SP para serem treinados a operar blindado com jato d’água durante a Copa

247

149_01_min_fadc-638524-4f9a006ded3cdVeículo vai ser usado para dispersar manifestantes sem que ninguém fique ferido

A Brigada Militar enviou três policiais a São Paulo para serem treinados a operar um caminhão blindado com canhão de jato d’água, que foi destinado pelo Ministério da Justiça para conter manifestações de rua durante a Copa do Mundo. Os preparativos ocorrem na sede da empresa responsável pela construção do equipamento em Itaquaquecetuba.

Os PMs chegaram no início da semana a São Paulo, com retorno previsto para esta quinta. A tendência é de que o blindado chegue ao Estado na sexta-feira. A empresa responsável pela fabricação vai trazer o veículo. Em seguida, um outro grupo de PMs deve passar por treinamentos no BOE em Porto Alegre, entre segunda e quarta-feira. Com isso, o blindado deve ser usado somente em meio a Copa do Mundo.

O veículo, batizado de ST Combat, é fabricado pela empresa Steel Truck Indústria e Comércio. A Brigada Militar previa receber o blindado no inicio do mês. No entanto, o Ministério da Justiça, responsável por realizar o repasse às cidades sedes da Copa, preferiu realizar um treinamento contínuo com parte do policiais em vez de treinar 12 corporações em cada cidade-sede. Pelo menos três capitais já receberam o veículo.

Fabricado em São Paulo, o ST Combat é um carro de controle de distúrbios civis capaz de suportar tiros de fuzil. O veículo pesa 20 toneladas e comporta até 4 mil litros de água, cujo alcance do lançamento chega a 60 metros de distância.

A Brigada Militar já negou que o papel do blindado com canhão d’água seja o de repressão, mas confirmou que a ideia é dispersar manifestantes sem que esses saiam feridos. Liso por fora para evitar que subam nele, o veículo também é equipado com escotilhas laterais para o disparo de granadas de efeito moral e de gás lacrimogêneo. Todas as janelas são gradeadas e velocidade máxima comportada pelo motor chega a 120 km/h. A capacidade total de transporte é de 21 policiais militares, incluindo motorista, operador de canhão d’água e tropa de choque.

Fonte:Lucas Rivas/Rádio Guaíba