Servidores garantem que acampamento na Praça da Matriz fica mantido por tempo indeterminado

50

ACAMPAMENTO‘Votaram escondidos’, disse presidente do Cpers, sobre sessão que aprovou hoje à tarde previdência complementar

Os servidores estaduais prometem seguir acampados na Praça da Matriz, em frente ao Palácio Piratini, por tempo indeterminado. Eles fazem protesto em razão da votação do pacote de projetos enviado pelo governo do Estado para a Assembleia Legislativa, que ocorre hoje à tarde.

A presidente do Cpers/Sindicato, Helenir Schurer, adiantou que uma nova assembleia ocorre no dia 22, na Praça, para pressionar a Assembleia. Em razão dos bloqueios realizados na terça-feira, a votação de hoje ocorre sem a presença de servidores nas galerias da Assembleia Legislativa. “Votaram escondidos”, disse Helenir sobre aprovação do projeto criando a previdência complementar RSPrev.

O deputado Deputado Mainardi (PT) criticou a decisão do presidente da Assembleia, Edson Brum, de impedir a entrada dos servidores na galeria. “A Casa do povo está sitiada pela Brigada Militar. Esse é o governo Sartori e a base”, afirmou. Desde a manhã desta quarta-feira, 250 homens Brigada Militar fazem a segurança no entorno da Praça da Matriz.

*Com informações do repórter Lucas Rivas

Fonte:Rádio Guaíba e Correio do Povo