Secretário de Segurança disse que uso dos contêineres está avançado, mas não descarta navio e prédios | Foto: Carmelito Bifano / Especial / CP
Secretário de Segurança disse que uso dos contêineres está avançado, mas não descarta navio e prédios | Foto: Carmelito Bifano / Especial / CP

Secretário de Segurança do Rio Grande do Sul espera resolver o problema até o final deste ano

Em entrevista ao programa “A Cidade é Sua”, da Rádio Guaíba, o secretário de Segurança do Rio Grande do Sul, Cezar Schirmer, garantiu nesta segunda-feira que o governo do Estado irá ter uma solução para os presos colocados em viaturas antes da virada do ano.

” Nós estamos estudando todas as alternativas sem preconceito, aliás, se alguém tiver alguma ideia, por favor mande para que a gente possa avaliar. O que eu posso garantir é que vamos resolver este problema emergencial até o final deste ano”, declarou o secretário.

Semana passada, o governo declarou que analisa o uso de contêineres para a colocação dos presos em triagem.

Schirmer explicou que uma equipe da secretaria de segurança foi até Santa Catarina, que já utliza o método, para analisar o funcionamento. Além disso, o secretário levantou a hipótese de um navio em boas condições para abrigar os presos. “Se eu achasse um navio em boas condições, qual seria o problema? Ele ainda citou a ocupação de prédios públicos para alocar os criminosos. “Estamos pensando em todas as soluções”.

O secretário explicou que é algo provisório, pois as soluções definitivas (construção do centro de triagem) irão levar pelo menos uns seis meses. “Mas não tem cabimento os presos ficarem em viaturas por dois motivos; primeiro porque viatura tem que estar operando e segundo lugar de preso é na prisão, delegacia é para investigar”, esclareceu.

Cezar Schirmer lembrou que de janeiro de 2015 até hoje aumentou em quase 6 mil o número de presos novos e a abertura de vagas nos presídios não ocorreu na mesma quantidade o que gerou esta situação.

Parcelamento

Com a possibilidade de realização de mais um aquartelamento de policiais militares, um ano após o primeiro movimento do tipo, Schirmer disse ter sugerido a Sartori que os policiais que recebem menos tenham o salário pago em dia. “Já sugeri ao governador, mas isso precisa ser discutido internamente”.

Correio do Povo e Rádio Guaíba

Deixe um comentário