Porto Alegre deve ter reforço da Força Nacional para investigação de homicídios | Foto: Ricardo Giusti / CP Memória
Porto Alegre deve ter reforço da Força Nacional para investigação de homicídios | Foto: Ricardo Giusti / CP Memória

Agentes devem atuar em delegacias dos bairros Cruzeiro, Lomba do Pinheiro e Rubem Berta

A Força Nacional de Segurança (FNS), que atua em Porto Alegre desde setembro no policiamento ostensivo, deve passar a auxiliar também na investigação de homicídios. Os agentes devem atuar em delegacias de três regiões onde há maior número de mortes: Cruzeiro, Lomba do Pinheiro e Rubem Berta.

 

O chefe de polícia no Estado, delegado Emerson Wendt, afirma que não recebeu a confirmação de maneira oficial. No entanto, ressalta que, conforme informações extraoficiais, algumas publicadas em jornais do centro do País, os agentes devem chegar em dezembro para auxiliar a Polícia Civil.

“Não temos o número oficial, mas vamos nos planejar de acordo com o número oferecido. Qualquer número que vier vem bem. Eles vão incrementar as investigações criminais em relação a homicídios e, principalmente, direcionando para as áreas mais conflagradas de Porto Alegre”, detalha.

Conforme o delegado, o pedido havia sido feito junto ao secretário de Segurança Pública, Cezar Schirmer, que intercedeu junto ao Ministério da Justiça. Os agentes da investigação da Força Nacional atuam somente na investigação de homicídios. Eles devem ser enviados a demais cidades do País onde o índice de homicídios é mais elevado e onde, atualmente, a FNS já atua no policiamento ostensivo.

Segundo Wendt, a Capital pode receber delegados, agentes ou peritos. A chegada dos agentes também vai resolver o problema do déficit de policiais civis, que chega a 40%. Em fevereiro e em maio do ano que vem, 220 policiais de duas turmas que estão em formação devem começar a atuar.

Com 136 agentes, a Força Nacional de Segurança auxilia a Brigada Militar no policiamento ostensivo em Porto Alegre desde o dia 2 de setembro. A permanência da tropa por mais 90 dias foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 10. Os policiais atuam durante o dia e durante a noite na Operação Avante, que combate diversos tipos de crimes, principalmente o de roubo.

Deixe um comentário