A 4 dias do pagamento, segue impasse sobre os 13º salários

11

Governo do Estado não pagará a gratificação em dia, e a prefeitura de Porto Alegre ainda não tem certeza

Por: Eduardo Matos ZERO HORA

Faltando quatro dias para que o trabalhador receba o 13º salário, o governo do Estado e a prefeitura de Porto Alegre ainda não sabem como vão pagar os servidores. As informações são da Rádio Gaúcha.

No caso do funcionalismo estadual, a situação é pior. Já há certeza de que o valor integral não será pago no dia 20 de dezembro. A Secretaria da Fazenda aguarda recursos do ICMS, que, na segunda quinzena, começa a ingressar nos cofres públicos no dia 20. A pasta também aguarda recursos do Fundo de Participação dos Estados e o IPI das exportações.

A folha do funcionalismo custa R$ 1,3 bilhão, e o Estado espera conseguir pagar metade do 13º até o fim do ano. O Piratini aguarda ainda a aprovação de um dos itens do pacote encaminhado pelo governador José Ivo Sartori, que desobriga o governador a quitar a gratificação no ano vigente. Também não há qualquer definição sobre o pagamento do salário de dezembro.

Já no caso da prefeitura de Porto Alegre, o objetivo é pagar no dia 20 de dezembro o valor integral da gratificação. No entanto, o Executivo não confirma o pagamento em dia.

O prefeito José Fortunati espera o ingresso referente à antecipação de pagamento do IPTU para saber se vai ser possível pagar a 13º salário em dia. Nesta semana, a Justiça acolheu pedido do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) e determinou que a prefeitura pegue os valores até o dia 20.

 

*Rádio Gaúcha