Passo Fundo: Servidores protestam contra parcelamento de salários

18

Entidades ligadas à Brigada Militar fizeram um ato na Praça do Teixeirinha, no centro de Passo Fundo, durante a sexta-feira (1). Na pauta, eles protestaram contra o parcelamento nos salários, o reduzido efetivo policial e a falta de investimento na segurança pública.

Os participantes usaram faixas e distribuíram panfletos nos semáforos para alertar sobre os problemas enfrentados pelos servidores da corporação. A principal reclamação dos presentes foi o valor depositado na conta dos servidores nesta semana. “Nós, policiais militares, não estamos recebendo nosso salário parcelado, estamos recebendo nosso salário pingado”, alerta a sargento Miriam Canova do Rosa, da Associação Beneficente Antonio Mendes Filho (ABAMF) de Passo Fundo.

A questão salarial foi um ponto também abordado por José Luiz Zibetti, diretor-presidente regional da Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar e Bombeiros Militar do RS (ASSTBM). “Esses R$ 350,00 nos pegou de surpresa”, afirma ele. “O que estamos fazendo aqui é um alerta para a sociedade. Se hoje a situação está ruim na segurança pública, o futuro vai ser muito pior.”

As manifestações ocorreram em diversos municípios gaúchos. De acordo com a ASSTBM, o manifesto tem como objetivo mostrar para a população gaúcha o seu descontentamento dos servidores pelo atraso e parcelamento dos salários. “Enquanto alguns servidores de outros poderes (Legislativo e Judiciário) recebem seus pagamentos em dia, os servidores do Poder Executivo recebem seus salários atrasados e parcelados”, disse a associação em nota.

Fonte: Jornal O nacional: http://www.onacional.com.br/policia/79117/servidores+protestam+contra+parcelamento+de+salarios