APÓS 10 ANOS DE LUTA, PMS PROVAM INOCÊNCIA E IMPRENSA SE SILENCIA

11
Texto: Jackson Cardoso Brigada Militar Crpo Serra

O sofrimento inenarrável de 09 PMs que durou uma década, e chegaram inclusive a serem presos, acusados de tortura, teve fim na tarde de ontem (07), após terem sido absolvidos pelo Tribunal de Justiça, num dos processos de maior repercussão da história da serra.

A luta dos policiais para provar a inocência começou em dezembro de 2007, quando foram acusados de torturar quatro homens em Flores da Cunha, após a morte de um Sargento da Brigada Militar.

Na ocasião 17 PMs foram indiciados pela Polícia Civil e 20 pela corregedoria da BM, mas foram sendo inocentados ao longo do processo que possui milhares de páginas.

Nove PMs seguiram gastando o que tinham e o que não tinham, para pagar advogados, umas vez que temiam que a pressão midiática os condenasse, ainda que inocentes.

Teve até quem entregou as chaves do próprio carro, por não ter mais da onde tirar recursos para arcar com a defesa. A maioria deles teve que optar entre seguir gastando com advogados ou sustentar a família. Obviamente, optaram pelas famílias e passaram a contar com o apoio da Assistência Jurídica da ABAMF (Dr. Marce Gehlen) e do advogado Dr. Rui Sanderson Bresolin, que também acreditando na inocência policial e com sede de justiça, acabou abraçando a causa gratuitamente.

A imprensa que hoje se silencia, num momento em que deveria estar reparando proporcionalmente o dano. Na época, não perdeu o momento em que o Filme Tropa de Elite era sucesso de bilheteria e vinculava ao caso de tortura de Flores da Cunha.

PMs que sempre se destacaram em suas atuações e possuíam comportamento classificado em excepcional tiveram seus nomes e suas fotos estampadas na mídia, como se criminosos fossem, adjetivados até mesmo de lixos.

Particularmente, penso que ainda que inocentes, certamente esses profissionais foram penalizados com tamanha e inconsequente exposição. O suposto caso de tortura chegou ao fim, no entanto as verdadeiras vítimas de tortura são esses PMs, com tamanho desgaste psicológico, chegando ao ponto de serem presos e temendo a perda dos cargos e a prisão definitiva inocentemente.

Felizmente a verdade prevaleceu e a justiça se fez justa, e a tão almejada paz ressurgiu, trazendo alento à tamanha humilhação, estresse e angústia sofrida ao longo desses anos, mas que lamentavelmente deixarão reflexos permanentes na vida desses PMs.

Texto: Jackson Cardoso

Por questão de justiça compartilhe!!!!

FONTE: Brigada Militar Crpo Serra