Maior traficante do sul do Brasil é solto após ficar oito meses preso

20

Preso no Paraguai em julho de 2017, Neri José Soares, o Nazareth cumpria pena na Pasc

ZERO HORA

O homem considerado o maior traficante do Sul do Brasil saiu da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (PASC) na última quarta-feira (14). Foragido desde 2013, Neri José Soares, o Nazareth, 39 anos, foi preso em julho de 2017 em uma grande operação organizada pelo Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil gaúcha em parceria com a Polícia Federal do Paraguai.

A saída de Nazareth da cadeia gerou alerta para toda a segurança pública do Rio Grande do Sul. Uma mensagem passou a circular em celulares de policiais avisando sobre a libertação do criminoso e sobre seu alto grau de periculosidade.

À época de sua prisão, após investigações de um ano e sete meses, autoridades policiais brasileiras e paraguaias afirmaram que Nazareth movimentava R$ 120 milhões por mês com a distribuição de 42 toneladas de maconha no Rio Grande do Sul e em outros Estados.

O traficante também estaria envolvido, segundo a polícia paraguaia, no violento ataque à sede da Prosegur, ocorrido em abril, em Cidaud del Este. O assalto resultou na morte de um policial e rendeu aos bandidos US$ 40 milhões. Há suspeita de que o grupo  teria usado lanchas para o transporte dos malotes de dinheiro.

De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, a juíza que o soltou, Tais Culau de Barros, considerou que o acusado estava preso preventivamente somente pelo crime de homicídio, pelo qual foi absolvido em primeiro grau pela. Em sua decisão, a magistrada verificou que ele não possuía mais processo de execução ativo, ou seja, já havia cumprido integralmente a pena pela qual havia sido condenado pelo crime de tráfico de drogas. A juíza também levou em consideração que não há decretação da prisão dele em nenhum outro processo.

A reportagem aguarda posicionamento do Ministério Público sobre a alegação da Justiça de que não há nova denúncia contra o acusado.

Prisão

O traficante foi preso em uma estrada da cidade de Los Cedrales, no Paraguai. Ele vivia no país sob a fachada de pecuarista e era conhecido como Gaúcho. Nazareth é caracterizado pela Polícia Civil como discreto e mercador, com grande influência na distribuição de maconha para diversas facções do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e até na Bahia.

Ao ver viaturas na estrada, Neri tentou fugir. Depois de imobilizado, revelou, tranquilamente, uma faceta da estrutura de apoio que ergueu vendendo toneladas de maconha:

– Eu tenho pouco de pena, em pouco tempo eu resolvo isso (a prisão). Tenho um escritório de Brasília contratado que atua junto ao Supremo Tribunal Federal.

Com receio de represálias ou tentativa de resgate por parte do grupo de Neri, autoridades paraguaias foram ágeis em liberar o traficante aos policiais gaúchos: menos de duas horas depois da captura, já estava emitida a ordem de expulsão dele do Paraguai.

Marina Pagno / Agência RBS
Quando foi preso, policiais que o acompanhavam usaram balaclavas para não serem identificadosMarina Pagno / Agência RBS