Entidades reuniram-se com o chefe da Casa Civil para tratar da reposição salarial.

3225
Representando a ASSTBM o Presidente Aparício Santellano e Diretor Político Ricardo Agra

A ASSTBM e demais entidades, participaram na tarde desta sexta-feira (08) de uma reunião com o Chefe da Casa Civil, Artur Lemos, o Secretário de Segurança Pública, Sandro Caron e o Comandante -Geral da Brigada Militar, Cel Claudio Feoli. A pauta da reunião, além da entrega de documento com as reivindicações da categoria, foi no sentido de obter um retorno quanto ao anúncio do índice de recomposição salarial por parte do governo, promessa feita nas reuniões anteriores.

O Chefe da Casa Civil, Artur Lemos, afirmou que nas próximas semanas será construido a proposta por parte do governo e as entidades serão chamadas novamente para apresentação do índice possível de ser ofertado.

A ASSTBM aguardará este prazo, mas não deixa de salientar que as entidades já tem deliberado o índice mínimo de 32% de reposição inflacionária. Percentual que está muito aquém das perdas da categoria ao longo dos últimos 08 anos sem reajustes.

OFÍCIO ENTREGUE

Ao Excelentíssimo Senhor Artur Lemos.

MD Chefe da Casa Civil do Estado do Rio Grande do Sul Assunto: Reposição Salarial dos militares estaduais do RS.

Prezado Secretário;

Nós, representantes das associações de militares estaduais do Rio Grande do Sul, vimos por meio deste ofício solicitar análise e encaminhamento, por parte de Vossa Excelência, a respeito de nosso pedido anterior, protocolado em reuniões ocorridas no ano de 2023 na Casa civil e na SPPG, de reposição salarial na ordem de 32%, como justa resposta do Estado as perdas salarias dos últimos anos, aos legítimos heróis da sociedade, integrantes da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do nosso estado.

As associações signatárias deste ofício, a saber, a Associação Beneficente Antônio Mendes Filho (ABAMF), representada por seu presidente, Sd Maico Volz, a Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar (ASSTBM), sob a liderança de Ten RR Aparício Santellano, a Associação dos Oficiais Estaduais do Rio Grande do Sul (AOFERGS), presidida pelo Ten RR Paulo Ricardo da Silva, a Associação dos Oficiais da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros Militar – ASOFBM, presidida pelo Cel RR Marcelo Pinto Specht, a Federação das Entidades Independentes da BM e do CBMRS ´presidida pelo Sd. Tiago Rommel Leite e a Associação dos Praças do Rio Grande do Sul presidida por Marcelo Sandim, unem-se com o propósito de trazer à discussão a necessidade imperativa de revisão e ajuste salarial dos nossos heróis de farda.

Reafirmamos ainda o compromisso prévio do governo em realizar a justa correção da tabela de verticalidade salarial anteriormente vigente, a qual não foi observada quando da implementação do subsidio como forma de remuneração dos militares estaduais, causando prejuízos ao servidores de menor patente, além da necessidade de extinção dos níveis de soldado com o restabelecimento da respectiva graduação em classes.

Neste tocante, gostaríamos de esclarecer qual a estimativa de aumento das receitas do Estado com a suspensão das isenções fiscais apresentadas pelo Governo?

Certos de sua compreensão e apoio, colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais que se façam necessários e aguardamos um retorno breve do governo sobre as nossas demandas formalizadas neste documento.

Atenciosamente,

Aparício Santellano   – Presidente da ASSTBM   

Maico Volz – Presidente da ABAMF/BM

Marcelo Pinto Specht  – Presidente da ASOFBM

Paulo Ricardo da Silva – Presidente da AOFERGS

Tiago Rommel Leite – Presidente FERPMBM/RS 

Marcelo Ferreira Sandim – Presidente da ASPRA