Criminoso morre e policial militar fica ferido após troca de tiros em Gravataí

1224

Tiroteio ocorreu durante tentativa de abordagem no bairro Santa Cruz

Marcel Horowitz Correio do Povo

Criminoso morreu após disparar contra policiais militares em Gravataí | Foto: Polícia Civil / CP

Um criminoso, de 25 anos, morreu após trocar tiros com soldados da Brigada Militar, na madrugada deste sábado, em Gravataí, na região Metropolitana. Outro bandido, de 19 anos, foi preso e um adolescente, de 17, apreendido. A ação também resultou em um policial ferido.

O fato ocorreu às 2h37min, no bairro Santa Cruz. Na ocasião, a Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam) do 17º BPM fazia abordagens na localidade e desconfiou do comportamento de três jovens.

A suspeita é que o trio estava no local à espera de outro comparsa, que os entregaria um carro roubado. Eles se separaram e tentaram fugir, ao notarem a presença da guarnição, mas foram perseguidos. Foi quando um deles atirou contra o militar que tentava fazer a abordagem.

Imagens de câmeras de segurança mostram que o criminoso efetuou pelo menos três disparos. Ele ainda tentou atirar mais uma vez, após o policial baleado cair no chão, mas foi impedido por outros soldados que foram ao socorro do colega.

Em uma segunda tentativa de fuga, o bandido disparou novamente contra a guarnição, que revidou. Ele acabou sendo alvejado durante troca de tiros e morreu no local.

Os outros dois suspeitos foram capturados após PMs terem feito cerco na região. Eles foram encaminhados à Delegacia de Pronto Atendimento.

De acordo com a BM, os três já tinham antecedentes criminais. O que morreu, respondia por homicídio, roubo, tráfico de drogas, entre outros delitos. Com ele foi apreendida uma pistola, carregadores e munições.

O soldado ferido foi levado ao Hospital Dom João Becker e não corre risco de morrer. Ele sofreu dois disparos no peito e um, no joelho. Ocorre que o colete à prova de balas impediu que os tiros atingissem a região peitoral dele.

DADOS DA BM

GRAVATAÍ

A equipe de ROCAM composta pelos SOLDADOS TEIXEIRA, MADEIRA, VIEIRA , JEFERSON CARDOSO e CASANI, durante patrulhamento no local supracitado, abordou um indivíduo a pé, momento em que dois indivíduos que estariam sentados próximo, ao ver a equipe se aproximar levantaram bruscamente e foram em direção a rua lateral, os policiais VIEIRA, JEFERSON CARDOSO e CASANI decidiram abordar os dois indivíduos.
Ao chegar na esquina, foi tentado realizar a abordagem nos dois indivíduos, sendo que o sr. DIONATHAN saiu correndo, SD JEFERSON e VIEIRA foram atrás, e o CASANI foi no indivíduo X, momento em que viu que ia ser abordado, sacou a arma em punho e disparou no POLICIAL CASANI, restando baleado com dois disparos no peito/colete e um disparo no joelho direito.
Ao ouvir os disparos o SD VIEIRA e JEFERSON CARDOSO retornaram para averiguar. Foi constatado confronto com o colega CASANI e o SR. X, foi realizado disparos para revidar a injusta agressão, por parte do SD CASANI e VIEIRA.
O SR. X correu em Direção aos outros dois policiais saindo das vistas do Sd VIEIRA, JEFERSON CARDOSO e CASANI. Momento este em que o indivíduo realizou a troca de carregador da arma se abrigando atrás de uma árvore. Os soldados TEIXEIRA e MADEIRA deram voz de abordagem ao indivíduo X, o qual realizou disparos contra o soldado MADEIRA, momento em que os soldados TEIXEIRA e MADEIRA revidaram a injusta agressão, restando o indivíduo X baleado.
Com indivíduo baleado foi encontrado uma arma g2c 9MM com numeração suprimida, contendo um carregador com 10 munições e ao solo um carregador vazio, em seu bolso 3 munições sobressalentes e um telefone celular.
De pronto foi solicitado apoio de resgate, sendo o indivíduo conduzido ao HOSPITAL BECKER ainda com vida, restando em óbito no hospital. Demais viaturas deslocaram em apoio para capturar o outro indivíduo de nome DIONATHAN, restando este abordado pela VIATURA ÁGUIA 2.